Blog

Passos para criação de personas de aprendizagem

Estratégias de aprendizagem eficazes não estereotipam os alunos; elas empregam as personas dos alunos para focar no direcionamento. Isso envolve levar em consideração os dados demográficos, educação e nível de habilidade dos alunos, motivações, necessidades, objetivos, hábitos de aprendizagem, hábitos on-line, etc., ao projetar o material instrucional.

Se você deseja mudar de um conteúdo “normal” para um conteúdo de aprendizagem mais notável, as personas de alunos podem ser exatamente o que você precisa.

1. Reúna informações sobre a personalidade do aluno

A primeira etapa no desenvolvimento da persona do aluno é reunir informações sobre alunos específicos. A persona final do aluno refletirá um arquétipo hipotético, ao invés de alguém na realidade. As informações em que a persona se baseia, no entanto, devem vir de extensas entrevistas com membros do público e supervisores da amostra, conduzidas por especialistas no assunto. Seguem alguns exemplo de informações a serem coletadas:

– Dados demográficos básicos, incluindo idade, família e onde vivem
– Um dia típico para eles, particularmente relacionado ao curso de eLearning relevante
– As circunstâncias de seu ambiente de trabalho, incluindo frustrações, relacionamentos e nível de habilidade
– As necessidades deles

Observar os padrões de comportamento dos alunos e criar personas adequadas para eles nos dá uma perspectiva mais aprofundada sobre as necessidades únicas de aprendizagem que podemos usar na adaptação da instrução para atingir a proficiência no treinamento. Demografia, educação, níveis de emprego e habilidade, “bebedouros” online, objetivos e motivações são apenas algumas das características que você precisa considerar ao criar a persona do aluno.

2. Analisar informações

Depois de conduzir entrevistas e coletar informações, é importante analisá-las com os membros do público e supervisores. A análise das informações deve produzir uma seleção de personas arquetípicas com características, comportamentos e necessidades semelhantes.

No mundo do marketing, normalmente temos várias personas para refletir os diferentes segmentos de mercado. No entanto, suas informações terão tendências mostrando uma persona de aluno principal, juntamente com uma ou duas personas secundárias.

3. Escreva as Personas do Aprendiz

Depois de coletar e analisar as informações, a próxima etapa é convertê-las em um formato mais conciso que seja útil para sua equipe.

As personas do aluno são frequentemente mostradas a uma equipe por meio de slides de apresentação ou impressos e afixados na parede do local de trabalho para referência contínua. Ao criar suas personas, procure imagens que capturem sua essência e o ajudem a pensar nos verdadeiros aprendizes representados por elas. Nossa empresa usou um manequim que parecia onipresente e foi útil para infundir nosso aprendizado com a perspectiva da persona.

Uma persona deve incluir:

– Padrões de comportamento
– Metas, tanto de longo como de curto prazo
– Atitudes, crenças e opiniões
– Habilidades
– Contexto e informações históricas sobre essas áreas da vida da persona

4. Implementar as Personas de Aprendiz

Ao tomar decisões, a persona do aluno deve estar na mente de todos. Ela deve entrar em todas as conversas sobre o design do curso como um membro da equipe de design.

Por exemplo:

– O AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) está preparado para este perfil?
– Quais elementos de design ajudarão AVA a funcionar bem nos cursos e nas vidas dos alunos?
– O AVA é relevante para o treinamento?
– O aluno vai entender os jargões usados?

Conclusão

Ao usar as personas de aluno, você pode garantir que eles se envolvam com o seu conteúdo e se sintam ouvidos e compreendidos. Usá-los no dia-a-dia também garantirá que sua equipe permaneça na mesma página com o design instrucional, produzindo conteúdo de alto valor benéfico para o aluno e, simultaneamente, garantindo melhores resultados para alunos e instrutores.

 

Fonte: https://elearningindustry.com/

Share:
Translate » Traduzir