7 dicas para criar vídeos de treinamento imersivos

A aprendizagem on-line é um método de treinamento popular entre os alunos, dando-lhes a oportunidade de aprender em seus próprios termos. No entanto, quando um curso de e-Learning oferece pouca ou nenhuma variedade e interatividade, pode ficar monótono. Por esse motivo, sugerimos que você comece a usar a tecnologia à sua disposição para criar vídeos de treinamento imersivos que aumentam exponencialmente o envolvimento do aluno on-line. Se você não sabe por onde começar, nós ajudamos você. Neste artigo, você encontrará 7 truques internos que farão com que sua primeira tentativa de produção de vídeo seja um sucesso.

1. Mantenha seu vídeo de treinamento curto

Com a atenção dos alunos on-line em baixa, otimizar a duração de seus vídeos de treinamento torna-se uma prioridade. Optar por uma animação rápida que dura alguns minutos aumentará significativamente a possibilidade de seu vídeo ser assistido na íntegra. Por outro lado, se seus alunos tiverem que assistir a um vídeo de 30 minutos, é muito provável que eles fiquem entediados rapidamente. Portanto, certifique-se de dividir seu conteúdo longo em vídeos rápidos que ajudarão os alunos a progredir, mantendo-os envolvidos.

2. Dê ênfase à qualidade

É certo dizer que o sucesso de um curso de formação está diretamente relacionado com a sua qualidade. Isso, é claro, se refere a fornecer ao seu público informações baseadas em evidências que agregarão valor duradouro ao seu desenvolvimento. Mas há mais do que isso. A maneira como você apresenta seu conteúdo também é importante. Certifique-se de que qualquer áudio que você adicionou seja claro, livre de ruídos de fundo que distraem e com volume equilibrado. Você pode até considerar trabalhar com um dublador profissional para garantir que a narração não seja monótona, mas mantenha a atenção do aluno.

3. Conteúdo de suporte com dicas visuais

Se o seu vídeo de treinamento contém principalmente slides de texto e narração em off, convém repensar sua estratégia. Para que os alunos não percam o interesse, você terá que acompanhar seu conteúdo com gráficos cativantes, como imagens ou animações. Não precisa ser excessivamente sofisticado, desde que transmita a mensagem de uma forma mais criativa. Outra dica visual que você deve considerar são as legendas. Eles não apenas facilitam o aprendizado em movimento (por exemplo, durante uma viagem de trem barulhenta), mas também tornam seus vídeos de treinamento acessíveis a alunos com dificuldades auditivas. Assim como antes, certifique-se de que seus elementos visuais não estejam embaçados, difíceis de ler ou superlotados.

4. Torne-o Interativo

Um vídeo enriquecido com imagens e áudio de alta qualidade pode ser um bom ponto de partida, mas é preciso mais para manter vivo o interesse dos alunos on-line. Além disso, você não pode ter um vídeo de treinamento imersivo sem alguns elementos interativos. Felizmente, há muitas opções, desde pesquisas e gamificação até cenários de ramificação e experiências de aventura para você escolher. Ao espalhar algumas dessas atividades interativas em seu conteúdo normal, você garante que os espectadores se divirtam enquanto expandem sua base de conhecimento.

5. Use material adicional

Os vídeos de treinamento são, sem dúvida, ótimas ferramentas para alunos on-line, pois permitem que eles aprendam novas habilidades de maneira rápida, interativa e divertida. Mas isso não significa que você deve deixá-los fazer todo o trabalho. Para que os alunos aproveitem ao máximo seu programa de treinamento, você deve combinar vídeos com recursos adicionais. Isso pode incluir simulações ou práticas da vida real, guias, jogos, podcasts e muito mais. Qualquer material adicional que você possa imaginar ajudará a diversificar seu conteúdo, aumentar o engajamento e promover a incorporação de novas habilidades no dia a dia dos alunos.

6. Atualize seu conteúdo com frequência

Um erro que os designers costumam cometer ao desenvolver experiências de vídeo imersivas é não tornar seus vídeos editáveis. No entanto, seria um desperdício total de recursos se você produzisse um vídeo apenas para que ele se tornasse irrelevante alguns meses depois. As rápidas mudanças que quase todas as indústrias estão enfrentando fazem das atualizações frequentes um sinônimo de qualidade. Portanto, certifique-se de poder atualizar seu conteúdo de vídeo e faça isso com frequência para que seus alunos sempre tenham acesso às informações mais recentes.

7. Use dados para otimizar a experiência

Em um mundo tão orientado por dados, faz sentido que a análise de dados desempenhe um papel crucial na eficácia de seus vídeos de treinamento. A configuração de fatores quantificáveis ​​que você pode medir ao longo de seu programa de treinamento em vídeo o ajudará a identificar seus pontos fortes e fracos, quais elementos impulsionam o envolvimento do aluno e também como você se compara aos seus concorrentes. Em suma, a análise de dados fornece as ferramentas de que você precisa para tomar decisões informadas que otimizarão a experiência de treinamento e agregarão mais valor ao desenvolvimento de seus alunos.

Fonte: https://elearningindustry.com/