Matéria

Como criar cenários de eLearning que envolvam seus alunos

Fundamentos para construir um bom cenário

A aprendizagem baseada em cenários é um método de instrução que promove a aprendizagem ativa, simulando situações da vida real para o aluno interagir. Ele mergulha o aluno em uma história relevante e relacionável, em vez de fazê-lo receber informações passivamente. Também lhes permite aprender a tomar decisões sem qualquer risco ou perigo real. Esta forma de aprendizagem é uma ferramenta incrivelmente eficaz nestas situações:

– Baixo envolvimento do aluno  – Simples e direto, os alunos ficam mais engajados quando colocados em um cenário real, prático e familiar. Quando combinado com personagens atraentes e um bom enredo, o cenário envolverá ainda mais o aluno, resultando em níveis mais altos de retenção de aprendizado.

– Tópicos arriscados e sensíveis – Tópicos como saúde mental ou conversas difíceis com RH e carreiras como combate a incêndios ou cirurgia têm uma coisa em comum: são situações de alto risco em que cometer erros pode ter um impacto considerável. Nesses casos, tentar abordagens diferentes, tomar medidas corretivas e explorar em um ambiente seguro pode aumentar a confiança do aluno para enfrentar situações de alta pressão da vida real.

– Tomada de decisão complexa – Ao resolver problemas, na maioria dos trabalhos modernos, muitas vezes não há uma resposta correta. Em vez disso, existem vários caminhos possíveis, cada um com prós e contras. A aprendizagem baseada em cenários ajuda os alunos a refletir sobre essas diversas perspectivas, tomar decisões e analisar como cada decisão afeta o resultado. À medida que mais e mais trabalhos simples baseados em fatos são substituídos por computadores, dominar essa habilidade complexa se torna cada vez mais importante.

Uma estrutura simples para criar bons cenários

Embora o aprendizado baseado em cenários tenha muitos benefícios, nem todos os cenários são criados iguais. Para construir bons, precisamos acertar três etapas básicas:

1. Entender

O aluno deve entender seu cenário, incluindo onde ele acontece, quem está lá e o que está acontecendo. Relatividade é fundamental. Que palavras exatas os alunos usariam? Que situações eles vão encontrar? Isso é lógico no seu dia-a-dia? Tudo isso precisa ser crível, e o cenário deve ser relevante para o aluno.

2. Aplicar

O aluno deve então aplicar seu conhecimento do cenário, agindo. O cenário em jogo deve apresentar o nível certo de dificuldade – o suficiente para fazer seus cérebros funcionarem, mas não esmagador a ponto de o aluno desistir.

3. Refletir

O aluno recebe então feedback sobre as consequências de suas atividades, para que possa refletir sobre sua decisão e como pode melhorar. Mostre a seus alunos o resultado de suas ações em vez de simplesmente saber se está “correto” ou “incorreto”. Certifique-se de que seja convincente o suficiente para encorajar os alunos a querer continuar para o próximo estágio do seu cenário.

Acerte esses três passos e você estará no caminho certo para um aprendizado envolvente e eficaz!

5 exemplos envolventes para e-Learning

1. Narrativa imersiva para tópicos complexos ou objetivos

Para tópicos objetivos ou complexos, como contabilidade, jurídico ou conformidade, pode ser um desafio para os alunos entender como isso se relaciona com suas vidas cotidianas. Contar histórias cria personagens com pontos de enredo que atraem os alunos e é mais eficaz do que apenas declarar fatos.

Por exemplo, um banco que realiza treinamento de compliance antis-suborno para colaboradores, pode usar essa história para ajudar os funcionários a visualizar um dilema: “Bob, empresário e cliente de longa data de Michelle, gerente de banco, envia a Michelle uma cesta de presentes cara no Natal. Bob diz que é simplesmente para agradecer a Michelle por seu excelente serviço. O que Michelle deve fazer?” Esse cenário ajuda os funcionários a imaginar vividamente como eles agiriam na realidade para manter a conformidade com a lei.

2. Simulação de vendas para treinamento de produtos

Você pode fornecer aos vendedores uma ficha técnica com informações sobre o produto para treinar os vendedores sobre um produto. No entanto, para ensiná-los a aplicar as informações da ficha técnica para fechar uma venda com sucesso, você pode utilizar cenários de clientes e vídeos reais de clientes, combinados com questionários de múltipla escolha.

A simulação de um ambiente de cliente desafiador permitirá que os alunos retenham o conhecimento prático de vendas de produtos e o apliquem com sucesso na vida real. Depois de tomar decisões, receber feedback sobre suas escolhas os ajudará a reforçar seu aprendizado e aumentar sua confiança para lidar com situações reais de clientes.

3. Realidade Virtual para Ambientes de Risco

Imagine se você é um bombeiro ou um técnico de laboratório. A segurança é uma prioridade nestes ambientes. Desde como você interage com ferramentas, como lida com perigos e quais protocolos você adota para garantir a segurança, usar a Realidade Virtual para criar cenários que imitam esses ambientes é uma maneira segura e econômica de simular ambientes perigosos ou caros. O uso de cenários em Realidade Virtual ajuda os alunos a habitar seu ambiente real, enfrentar problemas reais e cometer erros sem comprometer sua segurança.

4. Cenários Gamificados para Motivar Pessoas

Já é sabido que os jogos são ótimos para motivar as pessoas a aprender. Um dos benefícios vitais da gamificação é que empresas de todos os setores podem aplicá-la de forma eficaz. Elementos de gamificação como personagens, narrativas, pontos e recompensas para incentivar o aprendizado têm se mostrado muito úteis.

Por exemplo, cenários de gamificação com pontos e recompensas podem imitar um senso real de urgência e competição ao simular uma área de vendas em ritmo acelerado e orientada a metas. Enquanto isso, os jogos “escolha sua aventura” farão com que o aluno invista no futuro do personagem e explore opções de crescimento e desenvolvimento, tornando-o ideal para aprender sobre caminhos de carreira.

5. Cenários de ramificação para conversas confidenciais

Tópicos sensíveis sobre saúde mental, negociações ou RH têm desafios únicos. Eles devem ser tratados com cuidado, não têm uma resposta correta e exigem alto envolvimento emocional. É aqui que entram os cenários de ramificação imersivos. Cenários de ramificação fornecem diferentes rotas que os alunos podem seguir, com cada decisão abrindo caminhos diferentes na história.

Por exemplo, em conversas de negociação com clientes, cenários de ramificação podem ajudar os alunos a testar suposições e incentivá-los a considerar diferentes perspectivas. A pesquisa social também pode ser útil para ver o que os outros escolheriam em situações semelhantes e levar a uma reflexão mais aprofundada. Emparelhar cenários de ramificação com vídeos e diálogos para conversas sobre saúde mental também pode criar um ambiente emocionalmente carregado para os alunos entenderem como suas ações podem afetar os outros.

Transforme seu conteúdo em cenários

Nada é pior do que forçar os alunos a suportar uma sessão de treinamento maçante que eles não vão lembrar, nem aplicar. Com a aprendizagem baseada em cenários, os alunos assumem um papel ativo na aquisição de conhecimento e aplicam suas habilidades em contextos relevantes e relacionáveis. Quando bem feito, o aprendizado baseado em cenários pode potencializar o aprendizado e colocar novas habilidades em uso imediatamente.

Fonte: https://elearningindustry.com/

Curta e siga:
error20
fb-share-icon0
fb-share-icon20
Share:
Verified by ExactMetrics