Blog

Como tornar envolvente seu manual de treinamento de colaboradores

Com algumas dicas inteligentes e a ajuda de sua equipe criativa, você pode escrever um manual de treinamento de colaboradores que deixa quase zero perguntas de dúvidas e cria muito entusiasmo. Veja como fazer.

1. Torne-o digital

Vamos todos concordar nisso: as chances de envolver os colaboradores com um manual de treinamento longo e impresso são muito limitadas. Imagens e designs coloridos podem tornar as coisas mais emocionantes. Mas, ainda assim, isso não pode ser comparado ao que você pode fazer com um manual de treinamento digital.

Também existem muitos problemas práticos com documentos impressos. Um manual de treinamento impresso ocupa (desnecessariamente) espaço físico. Provavelmente, os colaboradores vão enfiá-lo no fundo de uma gaveta e esquecê-lo. O desperdício de papel também é outro argumento contra os manuais impressos.

Por outro lado, um manual de treinamento digital pode ser enriquecido com diversos tipos de conteúdo, como vídeos e infográficos animados. Usando isso, você não só pode criar mais engajamento do que com texto simples, mas, em alguns casos, comunicar sua mensagem de forma mais eficaz.

Por exemplo, você não pode superar o vídeo quando se trata de contar a história de sua empresa ou convidar colaboradores a participarem de um curso. Além disso, o conteúdo digital é muito mais fácil de navegar, graças a um índice clicável e à função de pesquisa. Além disso, nem é preciso dizer que também é ecologicamente correto.

2. Mantenha-o organizado

Este é um desses casos em que manter tudo limpo e organizado é na verdade mais divertido do que seguir uma abordagem de “caos criativo”. Seu manual de treinamento de colaboradores precisa ser bem organizado para que faça sentido e os colaboradores possam encontrar facilmente o que procuram.

Por exemplo, você pode listar seus cursos por categoria. Seja por departamento, habilidade ou outra característica, depende de quantos cursos você está oferecendo e do tamanho da sua empresa.

Além disso, tente facilitar a entrada dos colaboradores, assim como faria durante uma apresentação face a face. Isso significa que você deve fornecer algumas informações básicas primeiro. Por exemplo, você pode discutir brevemente a história e as metas de sua empresa para o futuro ou explicar por que o treinamento beneficia a empresa e os colaboradores.

Em seguida, você pode adicionar a lista de cursos disponíveis. E não se esqueça de que criar um modelo de manual de treinamento o ajudará a organizar melhor seu manual de treinamento e garantirá que você não deixe nada de fora.

3. Seja inteligente quanto ao uso de texto

Inevitavelmente, a maior parte do seu manual de treinamento será um texto. Isso não é uma coisa ruim: o texto é muito fácil de folhear quando você precisa encontrar informações específicas. Se você apresentar cada curso com um vídeo, por exemplo, os colaboradores terão que fazer anotações. Isso não parece nada eficiente.

Longos blocos de textos, entretanto, são equivalentes a longos discursos – eventualmente, as pessoas deixarão de prestar atenção. Portanto, é melhor organizar seu conteúdo em parágrafos curtos e usar caracteres especiais para guiar o leitor pelas diferentes seções.

Por exemplo, você pode usar cores e negritos diferentes nas manchetes ao passar de um tópico para outro. Com um ponto de exclamação, você pode colocar o foco nos parágrafos que falam sobre os requisitos para participar de um curso.

Tenha cuidado ao usar fontes e cores com moderação. A falta de uniformidade confundirá os leitores e fará com que seu manual de treinamento de colaboradores pareça pouco profissional.

4. Use vídeos

O vídeo é a melhor coisa depois de falar diretamente com seus colaboradores. É um ótimo teaser para apresentar brevemente um curso, mas também pode funcionar bem em várias outras partes do manual de treinamento de colaboradores.

Você pode usar vídeos para obter informações gerais que os colaboradores precisam saber, mas não precisam lembrar no sentido cognitivo da palavra. Por exemplo, você pode criar um vídeo para falar sobre a história da sua empresa e declaração de missão, objetivos futuros e como o treinamento se relaciona com tudo isso.

Os vídeos também são eficazes para motivar os colaboradores a agir. Peça aos colaboradores que entrem em contato com seus gerentes e RH para encontrar o curso certo ou para deixar comentários sobre os cursos que frequentam.

5. Teste suas equipes

Questionários? Sim, mas do tipo divertido. Crie questionários e minijogos para ajudar seus colaboradores a entender quais habilidades eles mais precisam (por exemplo, negociação ou resolução de conflitos?). Os colaboradores também podem fazer alguns testes para medir seus conhecimentos e encontrar o nível de curso adequado para eles.

Os questionários não devem substituir o conselho e a orientação de seu gerente, é claro. Eles são uma ferramenta para atrair colaboradores e despertar seu interesse. Também é uma maneira divertida de apresentar os cursos opcionais que você oferece e combiná-los com as preferências dos colaboradores.

6. Adicionar Sneak Peeks

Inclua uma curta aula em vídeo ou um “convite” do instrutor, onde ele explica sobre o que é o curso e o tipo de material didático que prepararam para ele. O vídeo, nesses casos, deve ser complementar à descrição escrita do curso, simplesmente para estabelecer uma conexão com futuros alunos.

Se você preparou algo único para um curso, lembre-se de mencioná-lo. Você convidou um convidado especial para uma sessão de treinamento ao vivo ou criou um jogo ou competição interdepartamental? Diga aos colaboradores que há uma surpresa reservada para eles e dê-lhes uma dica para mantê-los na dúvida.

Conclusão

Esqueça os manuais de treinamento impressos e prolixos. Em vez disso, crie um manual digital de treinamento de colaboradores e adicione uma variedade de conteúdo para criar engajamento. O primeiro passo para o sucesso? Use um modelo de manual de treinamento para ter tudo no lugar.

 

Fonte: https://elearningindustry.com/

Share:
Translate » Traduzir