Blog

Principais características de um designer instrucional de sucesso

O campo do Design Instrucional está crescendo com mais profissionais de outras áreas. É importante saber que o Design Instrucional é diferente da maioria dos outros campos. Ele combina teoria, ciência, aplicação, criatividade e conhecimento puro. Abaixo estão 5 características de designers instrucionais de sucesso.

1. Apetite insaciável pelo aprendizado

Em primeiro lugar, novos desenvolvimentos em tecnologia e pesquisa estão sendo feitos o tempo todo em Design Instrucional e EdTech. Além disso, algumas das práticas eram certas a cinco ou dez anos atrás, agora estão sendo questionadas. Precisamos estar atentos a essas mudanças e desenvolvimentos para gerar as melhores experiências para nossos alunos. Em segundo lugar, apenas pela natureza do nosso papel, somos eternos alunos. Trabalhamos com Especialistas no Assunto para criar experiências. Às vezes, somos nossos próprios especialistas no assunto e temos que consumir e sintetizar grandes quantidades de conteúdo. Nós inevitavelmente absorvemos parte do conhecimento que obtivemos durante o processo de design.

2. Compreensão de onde se encaixar no “quadro geral” para ajudar a definir o sucesso

Alguns Designers Instrucionais fazem parte de uma organização que presta serviços. Outros fazem parte do RH, alguns estão na área de TI, produtos, etc. Alguns são até mesmo uma estrutura inteira sozinhos. Nossa localização dentro da estrutura organizacional geral pode determinar recursos, prioridades, como o sucesso é definido, nível de autonomia e relacionamentos-chave. Eu sei que fazer parte de uma organização de prestação de serviços significa que meu sucesso é parcialmente definido pelo envolvimento do cliente. Isso significa que tenho que priorizar a satisfação do cliente e as métricas de engajamento. É preciso manter a parceria com pessoas dentro da organização cliente para ficar de olho no feedback e melhorar a comunicação. Já alguém de RH pode priorizar o desempenho do funcionário e / ou os dados de retenção.

3. Afinidade por tecnologia

Embora eu considere a tecnologia uma variável no design instrucional, é muito difícil construir uma experiência de aprendizagem bem-sucedida sem integrar a tecnologia. Por tecnologia, refiro-me especialmente à aprendizagem baseada em computador e entrega baseada na web. Especialmente desde o início da pandemia, muitos designers têm se esforçado para encontrar maneiras de alcançar e envolver essa nova onda de alunos remotos, que estão substituindo seus métodos síncronos presencial. O face a face está perdendo campo, pois mais crianças estudam em casa e mais adultos estão trabalhando e aprendendo em casa. O papel do designer é determinar os melhores métodos de entrega e engajamento, dadas as restrições e características de seus alunos.

4. Capacidade de ler e se adaptar ao aluno e à situação de aprendizagem

Nada destrói mais uma experiência de aprendizagem do que aquela em que o aluno não encontra nenhum benefício em participar. Um dos principais impulsionadores da motivação é a relevância. Para que uma experiência seja relevante, não apenas você deve conhecer inicialmente as características do aluno, mas às vezes também deve estar pronto para agir com base na situação em tempo real. Na situação em tempo real, descobrimos que a aprendizagem entre pares fornece a melhor experiência e retenção, portanto, estar atento e se adaptar é fundamental.

5. Mente criativa

O pensamento “fora da caixa” é uma característica importante de um designer de sucesso. À medida que os contextos de aprendizagem se tornam mais complexos, as soluções anteriores tornam-se menos propensas a fornecer a experiência ideal. Nesse sentido, um Designer Instrucional se parece com um chef. As experiências de aprendizagem que criamos são receitas que usamos para criar uma refeição deliciosa com os ingredientes que temos. Pode haver uma certa maneira comum de combinar todos os ingredientes para criar uma refeição “ok”, mas para criar algo que satisfaça um paladar mais sofisticado, os chefs geralmente precisam pensar fora da caixa e combinar esses ingredientes de novas maneiras. É exatamente a mesma coisa com design. Os alunos podem facilmente se tornar menos engajados quando recebem a mesma combinação de “ingredientes”.

 

Fonte: https://elearningindustry.com/

Share:
Translate » Traduzir