Matéria

Otimizando a integração para o sucesso da retenção de colaboradores

A instabilidade econômica atual e a constante escassez de mão de obra estão levando os profissionais de Aprendizagem e Desenvolvimento (L&D) a priorizarem a retenção e o engajamento dos colaboradores para melhor resguardar o sucesso de suas organizações.

No entanto, é crucial compreender que os esforços de retenção não podem ser iniciados somente quando os colaboradores já estão em busca de novas oportunidades. A integração desempenha um papel fundamental na determinação do tempo que os colaboradores permanecem junto aos empregadores e em sua satisfação global com a empresa, independentemente de estarem trabalhando presencialmente ou remotamente. Com essa perspectiva, torna-se essencial que os empregadores enxerguem a integração como o primeiro alicerce nos esforços de suas empresas para manter o engajamento ao longo de toda a jornada do colaborador.

Neste artigo, exploraremos algumas práticas recomendadas que os gestores podem adotar para aprimorar o processo de integração.

A fim de otimizar a integração visando ampliar a retenção de colaboradores, os gestores devem considerar:

1. Buscar feedback e apoio dos colaboradores atuais. Ao atualizar os procedimentos de integração, os colaboradores atuais em funções similares, ou aqueles que já ocuparam o mesmo cargo, podem auxiliar os gestores na identificação de oportunidades para aprimorar o processo. Promover a interação entre novas contratações e colaboradores experientes em cargos semelhantes pode aumentar a confiança e o engajamento durante a integração. De fato, disponibilizar um mentor pode contribuir para elevar a produtividade e a satisfação dos colaboradores, assegurando uma integração bem-sucedida.

2. Priorizar informações relevantes. É fundamental que os materiais de integração direcionem e enfatizem as informações mais cruciais, comunicando de maneira clara os principais pontos e recursos que serão úteis ao longo da trajetória. Apesar de parecer óbvio, uma pesquisa da Paychex revelou que 56% dos trabalhadores relataram se sentirem desorientados após sua experiência de integração mais recente.

3. Criar um ambiente acolhedor para os novos contratados. Garantir que colegas de equipe e gestores sejam amigáveis e prestativos pode ter um impacto significativo. Na pesquisa mencionada anteriormente, três dos cinco principais fatores para aprimorar a integração (criar um ambiente acolhedor, envolver a equipe e designar um amigo ou mentor) envolviam a participação dos colaboradores atuais no processo.

4. Simplificar tarefas administrativas por meio da tecnologia. Tarefas administrativas, como preenchimento de formulários fiscais ou assinatura de acordos de confidencialidade e trabalho, podem sobrecarregar rapidamente os novos colaboradores, que já estão lidando com uma sobrecarga de informações.

5. Diversificar a experiência. Como cada indivíduo possui seu próprio estilo de aprendizado, oferecer diferentes opções de integração por meio de uma variedade de abordagens pode resultar em experiências mais enriquecedoras. Assegurar que o programa inclua apresentações, guias por escrito, interações verbais e outras oportunidades de engajamento pode permitir que todos os colaboradores tenham acesso a uma experiência adaptada a suas preferências.

6. Investir em tecnologias que promovam o desenvolvimento dos colaboradores. O uso de plataformas modernas baseadas na nuvem pode garantir que todos os colaboradores tenham acesso às informações e documentos necessários desde o primeiro dia até o último. Isso se torna especialmente relevante à medida que a composição demográfica da força de trabalho evolui, com a Geração Z e os millennials demonstrando maior propensão a esperar opções de tecnologia contemporânea para a integração e além.

7. Atender às necessidades dos colaboradores em trabalho remoto. De acordo com a pesquisa da Paychex, os colaboradores em trabalho remoto tendem a enfrentar mais dificuldades na integração em comparação com seus colegas que trabalham no escritório. De fato, 63% afirmam sentir que não foram adequadamente treinados para suas funções, em contraste com apenas 38% dos colaboradores presenciais que compartilham esse sentimento. Portanto, os empregadores devem dedicar atenção especial a ferramentas e métodos que auxiliem os colaboradores remotos. Acompanhamento virtual, encontros online e pacotes de boas-vindas, assim como treinamento em tecnologia, podem ser eficazes para garantir que as novas contratações remotas se sintam mais à vontade.

8. Oferecer aprendizado contínuo além da integração. Os empregadores devem disponibilizar oportunidades de aprendizado ao longo de toda a jornada do colaborador, não se limitando aos primeiros 90 dias. Isso pode garantir que os colaboradores continuem a evoluir em seus cargos e permaneçam na empresa por períodos mais prolongados. De acordo com um estudo da TalentLMS, 76% dos colaboradores têm maior probabilidade de permanecer em uma empresa que oferece treinamento contínuo, e 86% dos profissionais de recursos humanos consideram o treinamento benéfico para a retenção de colaboradores. A promoção de aprendizado contínuo proporciona aos colaboradores a oportunidade de crescer em suas funções e se qualificar para novas posições dentro da organização.

Ao revisar e atualizar os processos de integração, os empregadores estão se preparando para o sucesso a longo prazo. As primeiras impressões podem moldar a experiência de um colaborador com um empregador, influenciando suas interações ao longo de sua trajetória na empresa. Por meio da oferta de uma experiência abrangente e cuidadosa, os gestores podem contribuir para que os novos contratados se tornem membros integrantes da equipe nos anos subsequentes.

Fonte: https://trainingindustry.com/

Curta e siga:
error20
fb-share-icon0
fb-share-icon20
Share:
Verified by ExactMetrics