Blog

A história da Aprendizagem Digital e as melhores práticas para implantação

Muito do que fazemos em nossas vidas, todos os dias, se tornou digital, e a aprendizagem não é exceção. Embora a integração da aprendizagem digital nos programas de treinamento corporativo possa ser um desafio, é uma maneira eficaz de treinar, aprimorar e requalificar seus funcionários com as informações de que precisam para manter sua empresa funcionando sem problemas.

Criar um design, encontrar uma equipe de desenvolvimento e alavancar uma estratégia, são fatores-chave para a execução da implantação da Aprendizagem Digital bem-sucedida, que trará um bom retorno sobre este investimento (ROI).

Então, o que é necessário para uma solução de Aprendizagem Digital de sucesso? Antes, vamos primeiro conhecer suas raízes.

Aprendizagem Digital: uma breve história

Aprendizagem digital é definida como qualquer tipo de aprendizagem acompanhada do uso de tecnologia, ou prática instrucional que faz uso de tecnologia. Hoje, a aprendizagem digital abrange uma ampla gama de estratégias e teorias, incluindo aprendizagem combinada e virtual, que empresas em todo o mundo estão adotando junto com o surgimento do trabalho remoto e híbrido.

A primeira máquina que permitia que os alunos se testassem nas matérias estudadas foi inventada em 1924. Em 1954, BF Skinner havia sonhado com uma “máquina de ensino” que permitisse às escolas administrar a instrução programada a seus alunos. No entanto, apenas em 1960 que o primeiro programa de treinamento baseado em computadores foi desenvolvido. Conhecido como “PLATO” ( P rogrammed L OGIC para A utomated T eaching O PERAÇÕES), o programa foi projetado para estudantes na Universidade de Illinois, mas acabou sendo amplamente utilizado por estudantes de todo o estado.

Na década de 1970, a aprendizagem on-line começou a se tornar mais interativa, em vez de simplesmente fornecer informações aos alunos.

A década de 1990 viu um impulso ainda maior em direção à Aprendizagem Digital. As escolas foram projetadas especificamente para oferecer cursos on-line sem acompanhamento de sessões de aprendizagem presencial. Com sua adoção cada vez maior, também se tornou mais acessível em seu desenvolvimento e entrega.

Com o passar do tempo, a aprendizagem digital começou a entrar no mundo dos negócios. Na primeira década de 2000, tornou-se uma forma popular de fornecer treinamento aos funcionários. A mudança para a aprendizagem e treinamento on-line possibilitou que funcionários novos e experientes desenvolvessem e aprimorassem suas habilidades quando e onde fosse mais conveniente. Essa mudança possibilitou que os funcionários desenvolvessem melhor suas habilidades.

Práticas recomendadas: da criação à implantação

À medida que você cria uma estratégia de aprendizagem digital, é importante direcionar de forma eficaz os desafios únicos de seu público e considerar as necessidades futuras de sua organização.

Em primeiro lugar, sua estratégia deve se concentrar em planos de carreira de longo prazo para que seus alunos tenham os meios para crescer continuamente e melhorar em seus empregos. Considere os problemas cotidianos que possam surgir e forneça informações úteis que possam ser facilmente acessadas de qualquer lugar, quando for preciso.

Na etapa seguinte, você precisará manter seu design de aprendizagem digital flexível o suficiente para incorporar dados e feedback à medida que os obtém. A aprendizagem nunca deve ser estagnada, pois os métodos estão sempre mudando e sendo aprimorados. Não tenha medo de fazer perguntas aos funcionários sobre a utilidade do treinamento e o que o tornaria melhor no futuro.

Antes de lançar uma plataforma de aprendizagem digital, verifique se ela é compatível com todos os modos de entrega que você planeja usar. Os testes alfa e até mesmo beta são importantes para garantir que você forneça informações de maneira útil e com boa apresentação, independentemente do dispositivo.

Desafios mais comuns

Dependendo da diversidade de sua força de trabalho, você pode se deparar com barreiras linguísticas e diferenças culturais, ao fornecer aprendizagem digital. Considere seu público antes de implantar soluçõe, para que os contextos culturais sejam contabilizados de forma proativa, em vez de reativa.

Alguns alunos podem não ter acesso contínuo à Internet ou mesmo acesso a um dispositivo para concluir o treinamento. Para ajudar mais alunos a colher os benefícios do curso, considere o uso de um formato de entrega com downloads (ou seja, pré-trabalho, notas do curso, planilhas e outros materiais complementares) que possam ser impressos e concluídos off-line.

A aprendizagem digital pode ser uma ferramenta muito útil quando uma estratégia adequada é posta em prática para atender não apenas às necessidades da empresa, mas também às necessidades individuais.

 

Fonte: https://trainingindustry.com/

Share:
Translate » Traduzir