Blog

As principais tendências do e-Learning (3ª Parte)

Para encerrar nossa série de 3 posts sobre as principais tendências do e-Learning atualmente, abordamos alguns pontos muito interessantes. Vamos lá? E se você ainda não viu as primeiras partes, é só clicar aqui para ver a 1ª e aqui para ver a 2ª.

11.E-Learning gratuito

O modelo de negócios dos MOOCs (Massive Open Online Course) está se tornando cada vez mais relevante e se apresenta como um formato que as melhores escolas do mundo estão utilizando. Passamos de MOOCs de todos os tipos para MOOCs de qualidade, onde vale a pena investir mais para obter um diploma em Stanford, Wharton ou MIT.

Por outro lado, encontramos propostas como as da Quantum School ou da Lamda School que oferecem diretamente uma formação profissional de primeira linha e que você não precisa pagar até encontrar um emprego. E não devemos esquecer, embora já o tenhamos mencionado antes, os canais gratuitos e informativos do YouTube.

12.Assistentes virtuais na formação on-line

Imagine um assistente de voz capaz de entender as principais questões de um aluno, por exemplo:

  • Revise minhas notas
  • Reserve-me uma tutoria com o professor
  • Encontre a melhor definição de e-Learning
  • Necessito investigar sobre e-Learning

Todo um mundo de possibilidades se abre diante de nós para tornar a experiência de um aluno mais satisfatória antes de sua formação, e estamos trabalhando nisso.

13. Learning Analytics

O Learning Analytics fornece dados. Portanto, pistas sobre o que acontece na sala de aula virtual e o que pode passar despercebido a princípio. Graças a um bom modelo de dados que analisa um grande volume de informações, a formação pode ser direcionada corretamente.

Também podemos aprender quais são os caminhos dos alunos no conteúdo a partir da observação. Estão seguindo os passos que pensávamos? Onde ficam presos? Aqueles que estão acostumados com web analytics terão mais facilidade. Mesmo em nosso caso, colocamos vários desafios para os especialistas em usabilidade e análise orientados, neste caso, para a educação.

14.Chatbots para a formação

Um sistema de perguntas e respostas (QA) é um sistema projetado para responder a perguntas feitas em linguagem natural. Alguns sistemas extraem informações de uma fonte, como texto ou imagem, para responder a uma pergunta específica. Esses sistemas ‘fonte’ podem ser divididos em duas sub categorias principais: domínio aberto, no qual as perguntas podem ser praticamente qualquer coisa (Dialogflow), mas não são focadas em um material específico, e domínio fechado, no qual as perguntas têm limitações específicas (Chatfuel), na medida em que se relacionam a alguma fonte predefinida (por exemplo, um contexto fornecido ou um campo específico, como a medicina).

15.E-learning omnichannel

O conteúdo digital assume a liderança em 2021 e supera a formação presencial. No futuro e à medida que recuperamos a normalidade, veremos como o e-Learning se consolida como parte de todos os programas, adicionando opções para o aluno tanto em formato digital como presencial ou blended, o que tem sido denominado «e-learning Omnichannel».

Conteúdo Extra

E ai, gostou deste conteúdo? Mas calma, ainda tem mais. Para encerrar bem nossa série, adicionamos mais duas tendências que com certeza terão grande importância num futuro próximo.

16.Tokenização e blockchain

Sim, sim, o blockchain já está sendo aplicado na educação e deve ser aplicado no mais alto nível. Não só no ensino privado, que como sempre somos os primeiros, mas também no público e oficial.

Imagine se tokenizarmos o progresso de um aluno e criarmos um bloco que certifica uma nota para um trabalho ou TFM. Também passamos a emitir títulos por meio de “contratos inteligentes” que dão ao agente contratante maior segurança na seleção de alunos de uma escola e, assim, evitar falsificações.

Além disso, desde 2018, em algumas organizações já é aceito pagamentos em bitcoins onde é emitido e verificado o processo de aprendizagem com Blockchain.

17.IoT e wearables

Quando falamos em conectividade, geralmente nos referimos a pessoas, mas agora existem novas tendências no e-Learning nesse sentido. A Internet das Coisas (IoT) consiste na conectividade entre objetos e como obter o controle remoto desses objetos interconectados.

É hora de aproveitar os dispositivos capazes de servir a algum propósito pedagógico. Um exemplo fácil de entender são os Google Glasses, que se combinarmos com realidade aumentada e realidade virtual podemos usar para Serious Games. Desta forma, podemos aprender a manipular objetos graças às simulações.

Convite para um bate-papo

Hoje vamos ficar por aqui. Mas para complementar o assunto de hoje te convidamos a assistir um bate-papo muito interessante sobre o Futuro do e-Learning, promovido pela Wire EdTech Solutions, onde foram abordados os mesmos tópicos que vimos aqui, até agora. E para ler a primeira e a terceira parte desta série de posts é só acessar os link: As principais tendências do e-Learning (1ª parte)(3ª parte)

Aproveite para assistir nosso bate-papo sobre o Futuro do e-Learning no YouTube.

Referências: https://www.iebschool.com/

Share:
Translate » Traduzir