Blog

Onboarding: a integração remota tornou-se o novo padrão

Dê as boas-vindas ao colaboradores

Você pode ser criativo ao fazer isso. As empresas começaram a enviar pacotes de boas-vindas aos novos colaboradores com produtos da empresa, brindes ou guloseimas. Esse tipo de gesto atencioso ajuda o colaborador a sentir que está no lugar certo. Quando necessário também são enviados os equipamentos para o trabalho, como notebooks, mouse, etc.

Diga olá no primeiro dia com um e-mail personalizado. Outra ação bem-vinda é garantir que os colaboradores entendam como acessar todos os seus benefícios – de seguro saúde a informações sobre associação a sindicatos e descontos de parceiros – assim eles poderão tirar o melhor proveito de seus novos recursos.

Defina as expectativas

Os processos de integração que envolvem uma sequência caótica de e-mails tornam difícil manter o controle de quais tarefas precisam ser feitas e entender o comprometimento de tempo para concluir o treinamento de maneira adequada.

Os novos colaboradores devem saber quantas horas de treinamento estão prestes a fazer, juntamente com os prazos das novas tarefas. Dessa forma, eles podem dedicar tempo real ao treinamento ao invés de fazê-lo na última hora. Eles também devem ser informados sobre o motivo de todas as tarefas do treinamento. Isso irá promover maior engajamento; muitos colaboradores se perguntam: “Eu realmente preciso saber disso?” quando confrontados com um novo treinamento. Também ajudará a definir quais são as prioridades.

Programe o tempo do treinamento

O tempo dedicado para concluir o treinamento – espaçado para evitar o esgotamento – garantirá que ele seja feito da maneira correta. Se os presentes de boas-vindas deixam uma boa primeira impressão, isso dá uma boa segunda impressão, pois indica que a empresa se preocupa com o tempo e a energia dos colaboradores e não está disposta a colocar fardos indevidos que atrapalhem suas responsabilidades. Isso também dá uma sensação de estrutura ao treinamento em um ambiente remoto. Semo tempo de treinamento planejado, os colaboradores podem se sentir um pouco perdidos ao tentarem descobrir como administrar suas novas cargas de trabalho. Eles ficarão gratos por uma estrutura que facilitará os seus dias.

Familiarize os colaboradores com os caminhos de aprendizado

Cada empresa desenvolve um programa de integração com uma combinação única de tipos de módulos de aprendizagem e software. Vários tipos de treinamento estão se tornando populares no mundo do onboarding remoto, incluindo o treinamento baseado em cenários e gamificação.

Para realizar o treinamento com confiança, os colaboradores precisam entender como navegar no LMS ou LXP da sua empresa, bem como as melhores maneiras de se envolverem com diferentes tipos de conteúdo. Certifique-se de conectá-los aos recursos de que precisam para ter sucesso. Isso pode incluir:

1.Guias, manuais e vídeos de instruções.

2.Treinamento de suporte técnico ao vivo (especialmente útil se integrar um grupo grande).

3.Uma equipe de suporte técnico responsiva (via e-mail, telefone e / ou mensageiro).

4.Os nomes dos principais membros da equipe que podem responder a perguntas sobre o conteúdo ou como a empresa funciona.

Faça check-ins individuais

Os gerentes devem criar oportunidades para perguntarem aos novos colaboradores remotos como eles estão, se está tudo ok. Isso é especialmente importante para garantir que eles estejam no caminho certo durante o processo de integração, garantindo que todos estejam na mesma página.

Esses check-ins são uma forma de enfatizar a importância de uma política específica ou de ver se a integração está alcançando os resultados esperados. Eles podem ser feitos por telefone ou chat de vídeo, não é recomendado fazê-los apenas por e-mail.Também pode ser útil ter um plano de quando os check-ins ocorrerão para que eles não sejam perdidos. Os check-ins devem ocorrer em marcos importantes – um mês, 90 dias, 6 meses e um ano.

Obtenha feedback

O processo de integração não é concluído até que você obtenha feedback para futuras iterações do processo. Pergunte aos colaboradores, talvez no check-in de 6 meses, como o processo de integração os preparou para trabalhar com sua empresa. Em uma empresa maior, você pode tornar isso sistemático criando pesquisas padronizadas que são enviadas automaticamente na marca de 6 meses.

A chave do sucesso

A integração remota tem menos a ver com dizer aos colaboradores o melhor local para almoço e onde fica o banheiro, e mais com a superação do isolamento do trabalho remoto. Eles precisam se sentir parte de uma equipe real para se sentirem dedicados ao trabalho e isso com certeza irá refletir em bons resultados.

Fonte: https://elearningindustry.com/

Share:
Translate » Traduzir